• 1
  • 2
  • 3

Boletim Eletrônico - SAESP

Mercados Ontem
 
O composto europeu Stoxx 600 encerrou o dia em leve alta de 0,3%, aos 271,65 pontos, impulsionado pelo otimismo dos investidores frente à divulgação do orçamento de 2013 da Espanha. Na agenda norte-americana foram divulgados diversos indicadores fracos, a exemplo dos pedidos de bens duráveis, que limitaram os ganhos da sessão.

Os índices norte-americanos fecharam em alta, influenciados positivamente por dados do mercado de trabalho local e pela apresentação do Orçamento de 2013 da Espanha, ambos melhores do que as expectativas do mercado.
 
A divulgação de dados negativos na agenda local, com destaque ao PIB norte-americano no segundo trimestre, os pedidos de bens duráveis e as vendas de casas pendentes, gerou pessimismo, limitando os ganhos do pregão.
 
Mercados Hoje
 
Após encerrar em leve alta ontem (26), com investidores otimistas com os esforços apresentados pela Espanha para cortar gastos e reduzir seu endividamento em sua apresentação do orçamento público para 2013, hoje o composto europeu opera em leve queda, com investidores aguardando a divulgação dos testes de estresse dos bancos espanhóis
 
O composto recuava 0,37%, com investidores aguardando o resultado dos testes de estresse feitos hoje nos bancos espanhóis, que estão previstos para ser revelados às 13h de Brasília. Estes receios impactam o mercado de títulos de dívida soberana da Espanha, que atingiram novamente patamares acima dos 6,0%. A queda na produção industrial japonesa também impacta negativamente os mercados.
 
Na agenda econômica europeia, como destaques tivemos a divulgação do PIB da França do segundo trimestre, que apresentou estabilidade na comparação trimestral e alta de 0,3% na comparação anual. Na Alemanha, as vendas ao varejo apresentaram alta de 0,3% na comparação mensal, e queda de 0,8% na comparação anual, ambas levemente melhores que a expectativa do mercado. Também tivemos a divulgação do IPC da Zona do Euro na comparação anual, que apresentou aceleração de 2,7%, acima dos 2,4% estimados pelo mercado. As commodities operavam em alta. O petróleo negociado em Nova York avançava 0,17%, cotado a US$ 92,01/barril. Já o tipo Brent, negociado em Londres, avançava 0,47%, aos US$ 112,61 por barril. O cobre operava em leve alta de 0,08%, e o euro em relação ao dólar avançava 0,14%, cotado a US$ 1,2930.
 
Fechamento Ásia
 
Após encerrar em alta ontem (27), com investidores voltando a apostar em novas medidas de alívio monetário da China, após os lucros das empresas apresentarem queda em agosto na comparação com agosto de 2011, hoje o composto da Ásia e do Pacífico operavam em leve alta, com investidores otimistas com os cortes no orçamento para 2013 anunciados ontem pela Espanha.
 
O composto avançava 0,1%, após os cortes no orçamento espanhol deixarem os mercados mais otimistas com os esforços feitos pelos países da Zona do Euro para conter o aprofundamento da crise da região. Na China, o índice Xangai avançou 1,45%, impactado positivamente pelo otimismo gerado pelos cortes do orçamento espanhol, e ainda influenciado pelas especulações de medidas para impulsionar os mercados acionários do país.
 
No Japão, o índice Nikkei recuou 0,89%, impactado negativamente pela produção industrial do país, que recuou 1,3% em agosto, enquanto o mercado estimava uma retração de 0,5% na comparação mensal. Na comparação anual, a produção industrial recuou 4,3%, pior que as expectativas do mercado, que apontavam para queda de 3,4%.
 
Destaques Agenda
 
Hoje na agenda econômica norte-americana, às 09h30 teremos a divulgação da variação mensal na renda pessoal e nos gastos pessoais, com expansões de 0,2% e 0,5% estimadas pelo mercado, respectivamente. Ainda às 09h30 teremos a divulgação do dado de inflação – Deflator (Personal Consumer Expenditure), referente ao mês de agosto, com aceleração de 0,5% estimada pelo mercado na comparação mensal, e aceleração de 1,5% estimada na comparação anual. Às 10h teremos a divulgação do índice NAPM de Milwaukee, esperado em 45,0 pelo mercado. Às 10h45 teremos a divulgação do índice dos gerentes de compras de Chicago referente ao mês de setembro, esperado em 52,8 pelo mercado. Logo depois, às 10h55 teremos a divulgação do índice de confiança da Universidade de Michigan, esperado em 79,0 pelo mercado.
 
Na agenda econômica local de hoje, às 09h teremos a divulgação do índice de preços ao produtor da manufatura referente ao mês de agosto. Às 10h30 teremos a divulgação da relação dívida/PIB, esperada em 35,0% pelo mercado. Ainda as 10h30 teremos a divulgação da balança orçamentária primária, com superávit de R$ 4,1 bilhões estimados pelo mercado no mês de agosto.

Brasil

Mercados Ontem
 
O Ibovespa encerrou o pregão em queda de 0,39%, aos 60.239 pontos, com máxima aos 60.888 e mínima aos 59.876 pontos, totalizando um giro financeiro de R$ 6,558 bilhões.
 
A bolsa brasileira, sem catalisadores locais, abriu em queda, pressionada pelos dados fracos da agenda econômica dos EUA. Já durante a tarde, a divulgação do orçamento espanhol gerou otimismo, mas não teve força para sustentar o índice local no campo positivo.
 
As principais blue chips locais fecharam em queda. Os papéis ON e PN da Petrobrás recuaram 0,08% e 0,26%, respectivamente, e as ações ON e PN da Vale com desvalorização de 0,19% e 0,25%.
 
Fluxo Bovespa
 
Os Investidores pessoa física ingressaram no dia 25 de Setembro, terça-feira, R$ 252,50 milhões na Bovespa. No mês de Setembro, os investidores pessoa física já retiraram R$ 2.504,16 milhões na Bovespa.
 
Já os investidores institucionais ingressaram R$ 458,20 milhões na Bovespa no dia 25 de Setembro. Durante o mês de Setembro, os investidores institucionais retiraram R$ 2.011,80 milhões na bolsa brasileira.
 
Os Investidores estrangeiros retiraram R$ 742,29 milhões na Bovespa no dia 25 de Setembro. No acumulado do mês de Setembro, os investidores estrangeiros retiraram R$ 4.373,32 milhões na BM&F Bovespa.
 
Mercados Hoje
 
Mercados em tom de cautela, aguardando resultados dos testes de estresse realizados nos bancos espanhóis. Investidores aguardam para saber a real necessidade de aumento de capital dos bancos espanhóis, atentos também aos cortes no orçamento anunciados na França. Foco também voltado para a agenda dos EUA, que hoje conta com dados de renda pessoal e PMI de Chicago.
 
Mercado local, em dia de fraca agenda econômica local, deve seguir índices internacionais, com atenções voltadas para agenda dos EUA e novidades acerca dos testes de estresse realizados nos bancos espanhóis.
 
Trace novos caminhos, conheça a Um Investimentos e saiba o que é atendimento exclusivo.
 
A Um Investimentos Corretora de Valores S/A, atua no mercado financeiro desde 1969. Conquistamos espaço no mercado com a motivação e ousadia de uma equipe de profissionais, treinada e altamente qualificada, com maturidade e competência para atender as exigências de cada cliente.
 
ATENDIMENTO EXCLUSIVO
 
Tenha um atendimento personalizado sempre à sua disposição, nas principais capitais do Brasil. Assessores Exclusivos possuem limite máximo de clientes, estando sempre prontos para atendê-lo e executar as ordens quando necessário.
 
UM EDUCACIONAL
 
Possua todo o conhecimento necessário para investir, com nossos cursos e palestras gratuitas, em aulas completas, teóricas e práticas. Aprenda a investir como um profissional.
 
GESTÃO DE RECURSOS
 
Temos parceria com as melhores Assets do mercado, para que o cliente tenha a maior variedade de produtos ao seu dispor, além de estar entre os fundos mais rentáveis do mercado, tanto em Renda Fixa quanto em Renda Variável.
 
PREVIDÊNCIA PRIVADA
 
Já pensou em sua aposentadoria? Ou naquela viagem de férias? E a formação acadêmica dos seus filhos? Tudo isso pode ser possível com um plano de previdência privada. Auxiliamos você na conquista de seus sonhos.
 
RENDA FIXA
 
São investimentos que possuem uma remuneração no momento da aplicação, ou seja, você aplica sabendo quanto seu investimento renderá ao resgatá-lo. LCA, LCI, CDB e Debêntures são exemplos de produtos de Renda Fixa.
 
(11) 3525-3467/3473
 
www.uminvestimentos.com.br

Fonte: Um Investimentos Corretora de Valores