• 1
  • 2
  • 3

Boletim Eletrônico - SAESP

Sabe aquele chefe que se acha dono da verdade, lidera pelo medo e é odiado pelos seus colaboradores? Está demitido.

Vivemos uma era de grandes mudanças nas empresas. A liderança hierárquica é cada vez mais substituída pela liderança cooperativa com foco no resultado.

A geração Y veio pra ficar. São profissionais de 20 a 30 anos, que assumem cargos de liderança ainda muito jovens. Eles cresceram sob a influência da Internet e sabem a importância de compartilhar conhecimento.

"O novo líder é antes de tudo um líder de si mesmo, com foco no seu desempenho e habilidades. Só assim ele estará pronto pra se tornar um líder na sua área", explica Beth Martins, professora da Integração Escola de Negócios.

Esse tipo de liderança é muito positiva para a empresa, que precisa crescer e multiplicar o alcance do seu produto ou serviço. E também faz com que a organização crie um capital humano próprio: todo mundo quer fazer parte de um ambiente no qual o conhecimento cooperativo é aplicado e valorizado pelos gestores.

Para os novos líderes, chefiar é sinônimo de trabalho em equipe. É mais do que delegar tarefas, é investir no desenvolvimento específico das habilidades de cada profissional.

É mais do que cobrar resultados, é esperar soluções.

E uma empresa só se torna inovadora quando seus colaboradores são incentivados a pensar diferente.

"A liderança de hoje é compartilhada e sustentada pela autoridade do conhecimento", finaliza Beth Martins. Manda quem pode, obedece quem tem juízo? Delete esta frase dinossáurica! Agora, compartilhar é o novo mandar. Conheça mais sobre o assunto.

*Texto de: Beth Martins, professora da Integração Escola Negócios, onde ministra os cursos de Desenvolvimento de Coordenadores e Supervisores.