• 1
  • 2
  • 3

Boletim Eletrônico - SAESP

A concorrência cada vez maior nas empresas, a chegada da Geração Y, a tecnologia que domina o mundo dos negócios, tudo isso é um desafio para o profissional de hoje, que trabalha mais e tem menos tempo para investir no seu lado pessoal.

"O profissional do século 21 é contratado por seu CV. E demitido por seu comportamento", diz a coach Lucila Marques, da Integração Escola de Negócios. "O processo de Coaching pode ser um grande aliado, trabalhando o lado comportamental para que o sucesso profissional acompanhe o pessoal", continua Lucila.

 

Mas o Coaching no Brasil ainda é uma atividade recente e precisa ser melhor compreendido pelo mercado. Um dos mais importantes processos voltados ao desenvolvimento humano, ele é capaz de gerar resultados em menor tempo do que qualquer outro. E sabe quem é o principal responsável por essas transformações? Você mesmo. O Coaching potencializa as suas principais qualidades e habilidades, enquanto elimina as barreiras que impedem o alcance dos seus objetivos. Também faz você pensar de maneira mais estruturada sobre o que deseja, passando a perceber pontos obscuros e a analisar a eficácia das suas atitudes. Assim, você atinge suas metas com rapidez e assertividade, porque passa a acreditar no seu poder pessoal.

Você já deve estar se perguntando: quais os tipos de Coaching? São 4. O Corporativo se destina ao desenvolvimento de lideranças. O Executivo, para obter uma atuação de alta performance no trabalho, possibilitando grandes resultados para a empresa. Já o Coaching de Carreira ajuda o profissonal a descobrir novos caminhos e a traçar estratégias para alcançá-los. Por último, o Coaching de Vida é indicado para quem deseja equilibrar sua vida profissional com a pessoal, gerando maior satisfação em todas as áreas da vida.

Bom, não importa qual deles você precise, o coach vai estar ao seu lado. Mas quem é ele? É o profissional que ajuda você a investir em metas financeiras ou pessoais, desenvolver ou melhorar alguma competência específica (comunicação,liderança, relacionamento, planejamento, organização, disciplina), mudar de emprego ou de carreira, se preparar para uma promoção, planejar a aposentadoria, entre outros casos.

Segundo John Withmore, ícone do mundo corporativo internacional, "O Coaching libera o potencial de uma pessoa para aumentar ao máximo o seu desempenho. Não é o coach que ensina, é a pessoa que aprende". Lucila concorda e diz mais:" O coach é um amigo profissional, com quem podemos falar de assuntos que não costumamos compartilhar com nossos líderes, colaboradores ou até mesmo com nossas pessoas mais queridas".

Agora, Coaching não é terapia, consultoria ou mentoria. Pode até esbarrar nesses conceitos mas tem uma condução bastante diferente deles."O Coaching é voltado para o futuro. Porque grandes mudanças não acontecem da noite para o dia", conclui Lucila.

*Lucila Marques, professora da Integração Escola de Negócios, onde ministra o curso de Coaching.