• 1
  • 2
  • 3

Boletim Eletrônico - SAESP

Napoleon Hill tornou-se interlocutor de grandes homens de seu tempo, foi conselheiro de estadistas e empresários de envergadura. Os grandes capitães da indústria de transformação foram seus clientes e amigos particulares.

Foi influente pensador, que deixou uma marca indelével em seus seguidores. Tinha o toque de mestre para despertar o desejo de desenvolvimento nas pessoas e denominava-se um pregador da realização pessoal e empresarial.
 
Segundo seus biógrafos, Michel J. Ritt Jr. e Kirk Landers, sua influência não se limitou somente no campo privado, mas também no campo político.
 
Foi um dos homens do presidente Theodore Roosevelt, que participou da reconstrução dos EUA após a quebra de 1929, o grande crash da bolsa americana.
 
O descrédito nas instituições tinha-se instalado de tal maneira que ameaçava o futuro da nação americana.
 
Ele foi um dos pregadores da audácia da esperança e virou referencial de futuro dos homens públicos.
 
Participou também como interlocutor informal de George Marshall, criando o plano Marshall, anunciando no ano de 1947, em Harvard e parte integrante da "Doutrina Truman", um projeto de recuperação e econômica dos países envolvidos na Segunda Guerra Mundial, adotado por Harry Truman, então presidente dos Estados Unidos, que acabou influenciando outras nações, como o Japão, na reconstrução pós-guerra.
 
A proposta central era desenvolver os países, e para isso precisava desenvolver as pessoas para adquirirem a mentalidade de sustentação de um novo tempo de prosperidade econômica.
 
Pode-se dizer que o curso de Napoleon Hill ajudou a um reposicionamento de grandes potências mundiais.
 
Hill havia criado um método de desenvolvimento dessas competências essenciais, chamado Master Mind.
 
Por: Napoleon Hill
 
Texto extraído do livro." A lei do triunfo para o século 21 ".
 
www.mastermindbr.com.br